O Brasil é um dos países com maior número de empreendedores no mundo e se você acredita que esse grande percentual tem relação com uma imensa vontade de ter o próprio negócio, na verdade, a relação é proporcional a escassez de vagas no mercado de trabalho.

Só que não basta apenas ter um sonho e trabalhar muito para que isso aconteça, esperando resultados positivos: é necessário fazer um planejamento financeiro empresarial eficiente, que realmente faça seu negócio crescer.

E se você acredita que é algo complicado de ser feito, pode ter certeza que com foco, disciplina e atenção é possível que você mesmo faça esse planejamento.

Veja nesse artigo dicas que de fato farão diferença no seu resultado financeiro!

O que é o planejamento financeiro para o Empreendedor Digital

Antes de qualquer coisa, é importante você saber o que é o planejamento financeiro. Ele nada mais é parte do plano de negócios em uma organização.

Através desse documento que será possível apontar as diretrizes que possam ser transformadas em algo palpável e rentável.

O planejamento também estabelecerá quais ferramentas de controle são necessárias para assegurar um caixa saudável, sem esquecer de cumprir as metas propostas no curto, médio e longo prazo.

Qual a importância dele para o seu Negócio Online

O planejamento financeiro além de, como mencionado anteriormente, ser importante para manter a saúde do caixa da sua empresa e do cumprimento de metas, ajudará a acompanhar com clareza, o movimento de quanto você ganha de dinheiro em comparação às despesas necessárias para o funcionamento do negócio.

A facilidade de saber para onde seus investimentos estão indo, torna mais acessível fazer uma avaliação do negócio.

Como fazer o Planejamento Financeiro

Para fazer o planejamento financeiro da sua empresa, você precisará seguir os seguintes passos:

  1. Compreenda como funcionam os custos de sua organização;
  2. Estabeleça quais são os objetivos da empresa;
  3. Documente receitas e despesas;
  4. Precisa fazer investimentos? Sempre pesquise e compare antes da tomada de decisão;
  5. Não se esqueça de reduzir custos;
  6. Saiba realmente onde sua empresa estará inserida no mercado;
  7. E aprenda como fazer o dinheiro render.

Análise

Nessa etapa é importante conhecer o cenário atual da empresa: levantando saldos de todas as contas, despesas e possíveis entradas de recursos. Tendo todos esses dados em mãos, você conseguirá analisar a situação real do seu negócio digital.

Por exemplo, uma das partes a ser compreendida é a identificação de algum problema que necessite de intervenção. Se houver alguma dívida será mandatório fazer um levantamento dos credores e valores respectivos de cada um.

Nesse caso, isso ajudará ao desenvolvimento de uma estratégia mais eficaz para sanar essas dívidas e dar início a uma nova fase lucrativa.

Mapeamento de custos

Antes de qualquer coisa, para fazer o mapeamento de custos é extremamente importante saber diferenciar os conceitos de custos e despesas, além de compreender o que é gasto fixo e variável:

  • Custo: é tudo aquilo que se relaciona à aquisição ou à produção de mercadorias e prestação de serviços. No caso, são gastos com matéria-prima, equipamentos, mão-de-obra entre outros;
  • Despesa: significa o gasto com administração da empresa, englobando os setores de finanças, marketing, entre outros;
  • Custo fixo: não sofrem variação conforme o volume produzido, como por exemplo, internet, aluguel comercial, caso tenha, comunicação, etc;
  • Custo variável: está relacionado diretamente aos volumes produzidos. Neste caso, podemos citar tráfego pago e despesas extras com serviços de freelancers, por exemplo.

Depois de entender todos os significados acima, siga esse passo a passo para seu mapeamento de custos:

  1. Organize uma planilha ou adquira um software de gestão;
  2. Faça uma lista com todos os custos fixos e variáveis, não esquecendo de separá-los por categoria;
  3. Reúna todas despesas e depois distribua a todos produtos;
  4. Não esqueça de mencionar os gastos relativos à depreciação de maquinário;
  5. Compare o capital de giro com retorno sobre investimento obtido para tentar compreender se todos os gastos estão condizentes;
  6. Independente da resposta acima, analise se é necessário fazer melhorias para maximizar o lucro ou evitar dívidas.

Definição de metas

Este tópico tem muita relevância já que sem definir metas, será muito difícil saber onde você pretende chegar. Mas como estabelecer suas metas financeiras e alcançá-las?

O ponto focal é que as metas servem como um guia, ou seja, elas ajudarão como um direcionamento na tomada de decisões de ordens financeiras: quanto a empresa precisa economizar para atingir uma meta ou quais investimentos escolher para potencializar os ganhos.

Orçamento

O orçamento nada mais é que a tradução do planejamento estratégico em números. Para não haver surpresas, o plano orçamentário da sua empresa precisa ser detalhado e com metas divididas por meses.

Com esses dados será possível montar o orçamento onde as metas de faturamento serão projeções de vendas, todos custos envolvendo capacitação de funcionários vão refletir nas despesas, a compra de um maquinário se tornará um investimento na área operacional e assim por diante.

Só dessa maneira é que sua organização saberá de fato o quanto é necessário faturar, os limites para gastar, investimentos a serem viabilizados, etc.

Só com um orçamento realizado com eficiência e eficácia é que sua empresa não estará sujeita a surpresas desagradáveis, ainda mais considerando o cenário desafiador do país.

Fazer um planejamento financeiro sem refletir sobre futuros cenários é um tiro que sairá pela culatra.

Porque além da empresa necessitar do que é conhecido como cenário base, que nada mais são os planos mais acessíveis de realização, é mandatório simular e antever outras questões imprevisíveis.

Cenários alternativos

Por isso, é importante que sejam criados dois cenários alternativos: um deles será de otimismo, com todas as vendas realizadas, custos e despesas reduzidos, e o melhor, metas batidas.

O outro, um cenário pessimista onde tudo de negativo pode ocorrer.

Mas temos uma solução nesse tópico que é considerar a realização de um empréstimo, e se feito com cuidado, só pode trazer benefícios. As opções são por:

Plano de ação

Com base em todas opções citadas e bem definidas, é necessário elaborar um plano de ação para conseguir atingir os objetivos determinados. Esse momento é bem mais prático, já que a partir daqui é que a empresa conseguirá que todas suas metas sejam batidas.

Para resumir, com as metas estabelecidas, faça um mapeamento das ações necessárias, crie um cronograma com divisão de tarefas e, finalizando, sempre documente todas as ações para uma avaliação futura.

Conclusão 

Um planejamento estratégico financeiro bem realizado pode ser determinante para o futuro de uma empresa e, apesar de ter muitos pontos relevantes, elas superam os riscos de uma organização não fazer.

Você concorda com essa afirmação? Deixe nos comentários abaixo sobre qual seria a maior dificuldade da sua empresa no planejamento!